1 - Turn on Dev Mode
2 - Copy function to the working page
3 - Open Layers in Tools
4 - Select Group and copy 1 paste it to the working page
5 - Preview to see if the collapsing Tabs are working

SÉRIE POPULAR

1983-1988

 ESCULTURAS

 PUBLICAÇÕES

+.png
-.png

JOGO DE LIMITES

Sonia SALCEDO DEL CASTILLO

Sobre a exposição Fôlego em  2009.

Publicação: Papel das Artes,

Lançamento 06+07/09 n°11,

Rio de Janeiro, 2009

+.png
-.png

FÔLEGO

Texto de Martha NIKLAUS

Exposição Fôlego

no Museu de Arte Contemporânea de Niterói-MAC, 2009,

Rio de Janeiro, Brasil

Exposição FÔLEGO, 2009

FÔLEGO é o resultado do diálogo entre as duas artistas, a arquitetura, a paisagem e o entorno socioeconômico do Museu. Tudo se mesclou em uma exposição que utiliza o espaço desta galeria como lugar de convivência, sem compartimentá-lo.
Para Martha Niklaus, as paredes se tornam uma reprodução da carta celeste local, com minúsculas estrelas formadas por milhares de fotos de pessoas, que fazem parte de seu livro Histórias Ilustradas de “peixes, iscas e anzóis”. O livro é uma coleção de tipos humanos fotografados durante cinco anos pela própria artista, que faz uma crítica aos processos classificatórios. Em duas ilhas chamadas de Observatório, estão os livros e as lunetas, que tornam visíveis as imagens das constelações. E numa terceira ilha, a da Captura, o visitante pode deixar-se fotografar e ter sua imagem inserida nesta coleção.
Suely Farhi sugere a liquefação do piso ao dispor boias de diferentes escalas como borbulhas. Para a artista, a palavra salva-vidas traduz o espírito de nossa época. Assim se desenvolve um jogo de palavras expressas nas boias e nos vídeos Beuys e Boias – Sal das Dádivas e Boys e Boias – Viva Dia a Dia. Buscando estabelecer a relação da proposta da exposição com as práticas dos vendedores ambulantes na vizinhança do Museu, a artista distribuiu camisetas com seu poema Salda Dívidas às pessoas que ali trabalham, enfatizando com humor a presença preponderante da economia informal como fonte de renda na sociedade contemporânea.

Ilustraçao com gravura de Pieter Brueghel O Velho: Peixe Grande Come Peixe Pequeno, 1556

-.png
+.png

FÔLEGO

Text by Martha NIKLAUS

Exhibition Fôlego,

Contemporary Art Museum MAC-Niterói, 2009,

Rio de Janeiro, Brasil

Exhibition FÔLEGO, 2009

 

FÔLEGO/ BREATHING SPACE issues from a dialog between two artists, the architecture, the landscape and the surrounding socioeconomics of the Museum. Everything is combined at this exhibition that uses the gallery’s space with no interfering barriers.

Martha Niklaus uses the walls to reproduce the local celestial chart, with diminute stars formed by photos from her book of illustrated stories of fishes, baits and fishhooks – Histórias Ilustradas de “peixes, iscas e anzóis”. The book is a collection of human types the artist photographed for five years, in a criticism of classificatory processes. The books and spyglass that permit watching the stars in the constellations rest on two islands called Observatory. On a third island, called Capture, visitors may have their photos taken for inclusion in this collection.

Suely Farhi suggests the liquefaction of the floor by spreading theron buoys as bubbles of various sizes. The word lifesaver is used by the artist to translate the spirit of our age. And so a wordgame is expressed in the buoys and videos: Beuys and Buoys – Salt of Gifts, and Boys and Buoys – Live from day to day. To establish the exhibit’s relation with the street vendor’s activities that work around the Museum, the artist distributed t-shirts with her poem Paying Debts among them, emphasizing with humor the predominant informal economy as source of income in today’s society;

Pieter Brueghel the elder: Big Fish Eat Little Fish,1556. Pen on ink. Albertina, Vienna